Muitas empresas fecham as portas no primeiro ano de vida. Os empresários se justificam dizendo que a carga tributaria é alta,texto_fga ou a economia está ruim, mas o principal motivo é a falta de planejamento. As empresas até planejam antes de abrir as portas, mas depois não o fazem mais.

Ao contrário das pequenas, as grandes empresas definem metas e objetivos, traçam planos estratégicos de longo prazo e distribuem obrigações para todos os departamentos da empresa, com níveis de responsabilidades diferentes. Além disso, elas fazem uma análise dos ambientes internos e externos para uma melhor aplicação do planejamento e fazem uma análise de seus objetivos estratégicos.

O tempo da aplicação do planejamento pode variar de empresa para empresa, onde uma pode se ter o objetivo alcançado em cinco anos ou menos, e em outras pode levar décadas. Mas com um amplo conhecimento do gestor sobre sua equipe e seus objetivos, ambas podem alcançar o sucesso.

Isso não quer dizer que apenas a falta do planejamento seja responsável pela não sobrevivência das empresas, mas com certeza é fator determinante para sua mortalidade. Em geral, o encerramento das empresas é causado por um conjunto de problemas ou falhas. Algumas identificadas são as ausências de comportamento empreendedor, ausência de um planejamento prévio adequado, deficiências no processo de gestão empresarial, insuficiência de políticas publicas de apoio aos pequenos negócios, dificuldades decorrente da conjuntura econômica e impacto de problemas pessoais sobre o negócio.

 

Por Marcos Pereira, do Folha Apucarana

marcospereira@folhaapucarana.com.br

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *